Quem sou eu

Minha foto
Sou casado, pai, cristão protestante. Formado em Pedagogia pela Universidade do Vale do Sapucaí - UNIVÁS, em Pouso Alegre, Pós-Graduado em Psicopedagogia Institucional pela Faculdade de Administração e Informática - FAI, em Santa Rita do Sapucaí, e Especializado em Políticas Públicas pela UFSC, em Florianópolis.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Entrevista com o Prefeito de Cambuí, Benedito Antonio Guimenti, sobre a enquete realizada pelo Blog Papo Virtual...

É importante destacar que desde o ano de 2005, a cidade de Cambuí tem sido administrada com planejamento e organização pelo atual Prefeito, enfrentando todos os tipos de dificuldades, como dívidas de prefeitos antecessores, falta de crédito, crise internacional, entre outras questões que dificultaram ainda mais a já difícil missão de conduzir uma cidade como a nossa, que tem importância regional no extremo Sul de Minas.
                Desta forma o Blog Papo Virtual realizou nos últimos 60 dias uma enquete sobre os anseios e desejos da população de Cambuí quando a cidade completará 119 anos de emancipação política. Participaram desta pesquisa uma amostragem de aproximadamente um pouco mais de 0,5% da população.
                Não podemos de forma alguma desvalorizar o trabalho realizado pela administração pública nestes anos, com seriedade, honestidade, planejamento, porém também é necessário que estejamos sempre prontos a refletir sobre os problemas que enfrentamos e as soluções que apresentamos, e o legado deixado para as futuras gerações.
                 Por isso, o Blog Papo Virtual realizou uma entrevista bem informal com o Prefeito de Cambuí, Benedito Antonio Guimenti, sobre o resultado da enquete e as opiniões expressadas pelos leitores de nosso Blog. Confira o resultado desta conversa com Guimenti a seguir:

Boa tarde Prefeito. É um prazer poder conversar com o senhor, sobre nossa cidade e a enquete que realizamos no Blog Papo Virtual. O senhor aprecia este tipo de pesquisa de opinião, ainda que a amostragem não seja tão representativa?
Guimenti- Toda e qualquer pesquisa de opinião séria é bem vista por nós, visto que as pessoas que estão do lado de fora da administração tem muitas vezes outra visão dos fatos. Muitas vezes criticam por não saber o que está acontecendo realmente. Nós, como dirigentes do município, temos que saber ‘ouvir”, “ver”, “e tentar solucionar”, pelo menos em parte aquilo que está sendo pleiteado, conforme as limitações orçamentárias, de pessoal e as prioridades estabelecidas no plano de governo.
Apesar das últimas operações realizadas em conjunto pelas polícias ‘militar e civil’ em Cambuí, a opção “maior segurança” foi a mais votada na enquete sobre o que as pessoas mais gostariam de ver em Cambuí em seus 119 anos. O que o senhor pensa a respeito deste resultado?
Guimenti- Hoje, em qualquer cidade brasileira o quesito segurança, se não é a maior reivindicação é uma das maiores preocupações dos cidadãos de bem. Cambuí por estar cortada pela BR 381 (Rodovia Fernão Dias), e estar bem próximo de SP, este problema se agrava. Todos sabem que segurança é um direito do cidadão, e um dever do Estado. Sabemos das dificuldades existentes nas Polícias Civis e Militares em Minas Gerais, com poucos agentes fornecidos pelo Estado. Dentro das possibilidades o Município colabora com fornecimento de servidores municipais, principalmente na polícia civil e com convênio para ajuda financeira tanto para combustível, conserto de viaturas, reparos nas instalações físicas, contas de água, luz e telefone, etc. Esperamos nestes 119 anos de Cambuí uma cidade mais segura, onde a população possa se sentir mais protegida e veja o resultado dos esforços aplicados em segurança.
 A segunda opção mais apontada e votada pelos participantes da enquete do Blog Papo Virtual foi “a cidade limpa e bem conservada”. Nós sabemos das dificuldades com escassez de mão de obra e falta de funcionários para atender todos os problemas que a Secretaria de Obras necessita atender. Como resolver este problema e minimizar esta situação de modo a agradar a esta fatia da população que deseja ver a cidade com uma cara melhor?
Guimenti- Uma cidade limpa não é aquela que mais se limpa, mas que menos se suja. Realmente nossa cidade precisa melhorar neste quesito. Nossa equipe de limpeza procura fazer o melhor. Há necessidade de mais servidores locados na limpeza pública, porém esbarramos no item despesas de pessoal. Não podemos ultrapassar a 54% da receita corrente líquida. Pedimos a colaboração das pessoas no sentido de não jogar lixos nas ruas. Podemos constatar na região central da cidade que de manhã a cidade está limpa, porém com o passar das horas vai aparecendo o lixo, até que se faça nova limpeza a noite.
A terceira opção mais votada na enquete sobre a cidade de Cambuí foi a “maior promoção e divulgação da arte e cultura na cidade”. Há pouco tempo nossa cidade foi chamada por uma importante emissora regional de ‘capital cultural do Sul de Minas’. Como explicar este desejo e anseio da população de ver mais atividades artísticas e culturais, e a divulgação das mesmas se a cultura existe de maneira tão intensa em Cambuí?
Guimenti- Cambuí sempre teve uma vocação para a cultura e a arte. Temos na cidade várias pessoas com talentos, podemos citar os trabalhos artesanais realizados no Centro de Convivência da Feliz Idade, os diversos grupos de teatros da cidade, os alunos de música do Centro Cultural, os trabalhos da extensionista rural da EMATER Jucimar Freire, o coral das crianças “Encanto Mirim”, os escritores, os artesãos,  os diversos grupos de capoeira e outras atividades. Todas estas atividades existem, são promovidas, mas penso que esteja faltando um pouco mais de divulgação.
A quarta opção mais votada, sempre lembrando que o participante do Blog Papo Virtual podia votar em mais de uma opção, foi “a cidade bem preparada para o turismo”. Mesmo com os esforços dos últimos 6 anos tentando desenvolver e fomentar esta atividade na cidade, criação de leis especificas, conselhos de turismo, fundo municipal de turismo e outras ações, as pessoas ainda não enxergam o turismo como uma das saídas para o crescimento de Cambuí, sendo que a preocupação com o turismo ficou atrás de cultura, segurança e infraestrutura. Por que o senhor acha que o turismo ainda não é visto com a devida atenção pela população?
Guimenti- Cambuí tem um razoável potencial turístico devido sua localização junto a BR 381 e por ser um pólo regional de comércio. Após a duplicação da Rodovia Fernão Dias, Cambuí teve um incremento na área comercial e industrial, porém conserva o clima de uma cidade interiorana, acolhedora e com alguns atrativos turísticos. É necessário que haja um maior comprometimento dos empresários de Cambuí para poder explorar este potencial, através de bons restaurantes, bons hotéis, boas pousadas e assim cativar o turista que passa por Cambuí, assim todos saem ganhando. Não podemos esperar somente do poder público esta atitude, mas todos nós somos responsáveis por uma cidade melhor para que o turismo traga as divisas necessárias ao nosso município.
A opção “outros” foi a última colocada na votação da enquete sobre os anseios da população de Cambuí para a cidade quando a mesma está prestes a completar 119 anos de emancipação. Alguns participantes da enquete enviaram mensagens dizendo que estas “outras” opções poderiam ser: ‘maior apoio ao produtor rural’, outros disseram que gostariam de ver ‘mais empregos para a população’, e outros participantes disseram através de mensagens que deveríamos ter ‘mais atividades esportivas a disposição de nossos jovens e adolescentes e não apenas incentivo maciço ao futebol’. Na opinião do senhor, quais seriam estas “outras” áreas em que a cidade precisa melhorar nos próximos anos?
Guimenti- O Município de Cambuí tem várias prioridades, entre elas a saúde que embora temos investido mais do que a Lei determina (15% da receita do Município), aplicamos cerca de 24%, mesmo assim há muitas carências que temos que vencer. Outra prioridade é a Educação, pela Lei teríamos que aplicar 25% da receita do município, este valor também é insuficiente e investimos mais do que isso. Nossa folha de pagamento do executivo não pode ultrapassar 54%, hoje estamos gastando cerca de 51%. Portanto o que sobra para outras áreas da prefeitura é muito pouco (obras, assistência social, esportes, lazer, cultura, turismo), tudo é prioritário, portanto temos que eleger a “prioridade das prioridades” e procurarmos fazer muitas atividades em parcerias ou com criatividade, sem aplicar muitos recursos. Precisamos melhorar em todas as áreas carentes, motivo pelo qual é importantíssimo a participação da população nestas ações. O bolo a ser dividido é pequeno e a demanda é muito grande, portanto muitas vezes fica uma fatia bem pequena para um determinado setor. Esperamos nestes 119 anos de Cambuí, que possamos juntos fazer uma Cambuí melhor.
 Uma última pergunta para o senhor: um de nossos leitores não votou na enquete, mas manifestou sua opinião através do email de contato, dizendo que não votaria na enquete, pois para ele “Cambuí está precisando melhorar em tudo”. Que mensagem o senhor deixaria especificamente para este leitor do Blog Papo Virtual?
Guimenti- Cambuí está progredindo, apesar de todas as dificuldades que temos passado. Não podemos nos esquecer que novas empresas estão chegando em Cambuí. Já está havendo falta de mão-de-obra. Dentro de poucos dias a Polibrás estará em pleno funcionamento. A Debmaq está retomando o término de sua construção. Novas empresas estão vindo para Cambuí, que já assinaram compromisso com o Município. Portanto a perspectiva é de dias melhores para Cambuí, com o aumento da demanda de mão-de-obra, com geração de renda e recolhimento de impostos que serão revertidos aos próprios munícipes. Realmente Cambuí precisa melhorar em tudo, não podemos nos acomodar e falar que tudo está bom. Nosso objetivo é realmente continuar trabalhando por uma cidade melhor, “o pedaço mais feliz do sul de Minas”. Obrigado a todos pela compreensão.
Agradecemos ao Prefeito Benedito Antonio Guimenti por nos receber em seu gabinete, e por participar desta entrevista do Blog Papo Virtual. Parabéns pela transparência e liberdade nas respostas. Que venham outras enquetes, e que as pessoas de Cambuí continuem participando. A gente se fala...

Um comentário:

  1. Diefferson Helson1 de abril de 2011 20:00

    Excelente observação do Cleber Lambert, seria algo que escreveria usando as mesmas expressões usadas por ele, antes de ler a entrevista já imaginava cada palavra do discurso, que infelizmente seria o óbvio, lógico que em alguns momentos existem observações muito boas, porém, não o suficiente.
    Segurança: ???
    Limpeza: alguem poderia andar pelas ruas contando quantas lixeiras existem???
    Cultura: já vimos realmente em outra época o auge da cultura, mas que escorreu pelas mãos e vimos atados. Realmente as manisfestações culturais na cidade são muitas, congada (expressão maravilhosa que a cada ano parece estar sumindo), Piva (bem lembrado), manifestações caipiras entre outros, no teatro já estou afastado a muito tempo quem me conhece sabe bem, por alugumas questões, uma delas é a infraestrutura, entre outras... depois de 3 anos vou participar como ator esse ano da Encenação da Paixão de Cristo por companheirismo e por acreditar que a encenação é algo esperado pelos romeiros que merecem o espetáculo, apesar de garndes dificuldades na execução dela.
    Turismo: Iniciativa maravilhosa a do alto do cruzeiro. Só que a cidade devia tomar como base uma só meta e seguir decidindo atravês do Turismo (que eu acho baixa possibilidade além de criarmos, até porque grande parte das atrações não fazem parte do nosso municipio), cidade segura e acolhedora com bem estar de vida, saúde (que realmente está de parabéns apesar de ter aí um incentivo anterior) ou industrial (fico feliz da possível vinda de empresas pra cidade, afinal, nos cidadãos merecem trabalhar num município que é deles).
    Reconhecer que realmente precisa de melhoria é ótimo pois existe também a questão educação de grande importância e qu não foi mencionado.
    Ótimo trabalho esse do blog estar trazendo pra mais perto um conversa quase direta com o prefeito. Parabéns Umberto.

    ResponderExcluir