Quem sou eu

Minha foto
Sou casado, pai, cristão, membro e Presbítero da IPB de Cambui, no sul de Minas Gerais. Formado em Pedagogia pela Universidade do Vale do Sapucaí - UNIVÁS, em Pouso Alegre, Pós-Graduado em Psicopedagogia Institucional pela Faculdade de Administração e Informática - FAI, em Santa Rita do Sapucaí, e Especializado em Políticas Públicas pela UFSC, em Florianópolis.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Coelho não põe ovo...

Mais um feriado se aproxima, muitos estão pensando em suas viagens, nas reuniões de família ou com amigos, e nos excessos que serão cometidos, seja com chocolate seja com outro tipo de guloseima. Mas eu gostaria de me ater à comemoração da Páscoa, e dizer que coelho não é o centro da páscoa, e que este animalzinho fofinho, de pelo branquinho e olhos vermelhos, nem mesmo põe ovo. Apesar de nos deleitarmos com deliciosos chocolates na forma de ovos, barras, bombons, bola de futebol, etc..., precisamos atentar para aquilo que é significativo e ensinar aos nossos filhos a essência além do consumismo.
A Páscoa é uma data comemorada há muitos anos e já era celebrada pelos judeus antes mesmo do nascimento de Jesus, porém com outro sentido, o de liberdade, após anos de escravidão no Egito. A palavra “páscoa” vem do hebraico “pessach” e tem o significado de passagem, um ritual de passagem, lembrando a libertação do povo, e também a “passagem” de Cristo da morte para a vida, e sua ressurreição.
Então chega de ovinho prá lá, de coelhinho pra cá, e nada de Jesus... Sim, Jesus, o Filho de Deus, Aquele que veio ao mundo para nos ensinar, para mostrar como viver a vida humana e carnal de forma perfeita e imaculada, mas principalmente para morrer na cruz por nossos pecados. O cordeiro cujo sangue não apenas protegeu a vida dos filhos de seu povo do anjo da morte nas noites ainda no Egito, mas também o sacrifício vivo de um Deus que ama tanto a cada um de nós que foi capaz de enviar seu único filho para padecer naquela cruz maldita para uns, ou bendita para outros, como queiram...
Se for analisar, a morte termina um ciclo, encerra uma história, mas não com Jesus... Ele morreu sim, e no terceiro dia ressurgiu dos mortos, ascendeu para a glória, onde está assentado a destra de Deus Pai, e ali permanecerá até que chegue o tempo de sua nova vinda, não mais para ensinar, para sofrer, para morrer por nós, mas desta vez para julgar vivos e mortos.
Longe de mim a intenção de criar um clima de apreensão nos leitores do Blog Papo Virtual, mas sim uma sensação de esperança, de desejo de viver esse momento na sua plenitude, em que Jesus voltará para reinar. O menino-Deus que nasceu em uma manjedoura, viveu uma vida simples e sem regalos, que quando criança dialogou com doutores da lei, que quando jovem e adulto realizou maravilhas em nome do plano divino, virá para assumir o lugar de Rei dos Reis, Senhor dos Senhores, e nos amar, guardar, proteger, cuidar, carinhar, pra sempre...
E o que eu preciso para viver esta vida, este momento ao lado de Jesus? É simples meu amigo. Basta aceitá-lo como seu Senhor e Salvador, e entregar sua vida nas mãos de Cristo, e tudo o mais Ele fará. Quando terminar de ler, feche os olhos e fale com Deus, onde estiver, abra seu coração e diga que deseja viver um relacionamento com Deus e provar deste amor incomparável.
Uma páscoa abençoada a todos os leitores do nosso Blog, a gente se fala...

Nenhum comentário:

Postar um comentário