Quem sou eu

Minha foto
Sou casado, pai, cristão, membro e Presbítero da IPB de Cambui, no sul de Minas Gerais. Formado em Pedagogia pela Universidade do Vale do Sapucaí - UNIVÁS, em Pouso Alegre, Pós-Graduado em Psicopedagogia Institucional pela Faculdade de Administração e Informática - FAI, em Santa Rita do Sapucaí, e Especializado em Políticas Públicas pela UFSC, em Florianópolis.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Ano novo, vida nova, e velhos problemas...


Após um período de descanso no fim de 2010 e início deste ano, parada esta merecida pela dura carga de trabalho exercida, estamos de volta com nosso blog, remodelado, bem ‘fashion’, apropriado em tempos de Fashion Rio e Fashion São Paulo.
                Ano termina, ano começa, e o que mais vemos nos noticiários são as tragédias. Tragédias familiares, tragédias sociais, tragédias ligadas à natureza. Há até quem diga que por conta da globalização, uma borboleta bate as asas em Nova Iorque e um tornado assola Beirute ou Belo Horizonte. O certo é que a mãe natureza, cansada de sofrer, dá sinais de que vai pelo menos empatar esse jogo, e dia após dia vemos que ela manifesta sua insatisfação com as atitudes do homem de uma forma impressionante e sem perdão.
                A capital paulista por exemplo. Toda tarde vem o temor de uma tempestade que alaga as avenidas, invade casas, deixando desabrigados e mortos no seu caminho. A região sul do Brasil, com tornados e secas, fazendo com que os produtores percam suas plantações. E o nordeste? Além da seca costumeira, sofre com o excesso de chuva em algumas regiões. Logo lá onde a água é um gênero de primeiríssima necessidade, as pessoas estão sofrendo com a sua chegada de maneira excessiva. E a pergunta que fica muitas vezes é: por quê? Por que aquela criança morreu afogada? Por que uma idosa morreu soterrada em sua casa com seus netos? Por que? Por que? ...
A resposta meus amigos, felizmente ou infelizmente, é simples: propósito! Tudo tem um propósito aos olhos do nosso Senhor e criador. Algumas pessoas chamam de destino... Ah, era dia do fulano, ou chegou a hora do beltrano partir desta para melhor... Penso que Deus em sua espantosa e imensa sabedoria tem um propósito para a vida de cada criatura, inclusive o momento de nossa morte.
Não estamos nessa vida por acaso, ou a passeio como muitos pensam, mas temos algo para fazer, algo para cumprir. E uma dessas ‘missões’, podemos assim dizer, é não se esquecer daquele que nos criou, daquele que nos deu o dom da vida, daquele que nos amou de tal maneira que enviou seu filho único para padecer em nosso lugar. Tragédias vêm e vão, momentos bons e outros nem tanto iremos passar, porém é preciso estar pronto para o ‘momento decisivo’, o qual não sabemos quando ou como será.
A própria Bíblia nos diz que certas coisas não nos cabe tentar entender, ou responder. Nós, simples seres humanos, tentamos entender o porquê dos desígnios de Deus, mas precisamos mesmo é aceitar que de alguma forma a vida, o trabalho, o sorriso, a lágrima, ou até mesmo a morte tem algum propósito nos planos d’Aquele que criou os céus e a terra e tudo que neles há. 
A partir desta postagem até o fim do ano vamos estar juntos. Serão artigos, notas, rapidinhas sobre notícias interessantes, debates sobre a nossa cidade, Cambuí, e sobre acontecimentos em nosso país, tudo para nos aproximar mais uns dos outros e partilharmos opiniões, ainda que muitas vezes divergentes. Obrigado por acessarem nosso blog e por permitir que eu faça parte da vida de vocês. A gente se fala...

Nenhum comentário:

Postar um comentário