Quem sou eu

Minha foto
Sou casado, pai, cristão, membro e Presbítero da IPB de Cambui, no sul de Minas Gerais. Formado em Pedagogia pela Universidade do Vale do Sapucaí - UNIVÁS, em Pouso Alegre, Pós-Graduado em Psicopedagogia Institucional pela Faculdade de Administração e Informática - FAI, em Santa Rita do Sapucaí, e Especializado em Políticas Públicas pela UFSC, em Florianópolis.

quinta-feira, 10 de março de 2011

Aritmética da vida...


Sem dúvida nenhuma, a matemática é uma das matérias que mais assombram e incomodam as pessoas, em especial os estudantes. Muitas vezes não apenas por conta das dificuldades da aprendizagem, mas também pelo despreparo da pessoa responsável por este ensino. E a aritmética é a parte da matemática que lida com números e com as operações entre eles. E quais são estas operações? Ora, isso é simples: adição, subtração, divisão e multiplicação. E você pode se perguntar: o que isso tudo tem a ver comigo? Como estas operações podem afetar o curso da minha vida? E eu vou lhe dizer...
                Todos almejamos algo melhor para nós e para aqueles que amamos. Queremos progredir, melhorar nossa situação, seja ela financeira, seja ela profissional, seja ela familiar, seja ela cristã. Mas como alcançar este progresso? Como estar melhor amanhã do que estive ontem? Basta que apliquemos no nosso viver as quatro operações matemáticas de maneira equilibrada.

                Some”, adicione tempo para as coisas que realmente importam. Passe mais tempo com sua família, com seus filhos, com seus pais. Tenha mais tempo para fazer coisas que lhe proporcionam prazer e cuidado, tais como ler um livro, fazer caminhadas, praticar um esporte, ir ao cinema ou ao teatro. E no nosso caso, cristãos que vivemos uma vida de relacionamento constante com Deus, adicione mais tempo para as coisas que nos levam a proximidade com Ele, como ler a palavra e orar.
                Subtraia”, ou diminua, tempo com coisas que não levam você e sua vida a lugar algum. Gaste menos tempo com coisas superficiais, passe menos tempo na frente da TV ou do computador ao invés de dar atenção às pessoas. Deixe de fazer coisas que afastam você daqueles que te amam. E para nós cristãos, subtraia da sua vida situações e coisas que nos afastam do Pai, situações que atrapalham nosso crescimento espiritual.
                Divida” mais de você com os outros. Muitas vezes, principalmente os homens, pensam que devem ser fortes, rochas sem sentimento, que não sentem nem são afetados por aquilo que acontece a sua volta. Somos humanos, com fraquezas e dificuldades, e principalmente, somos seres sociais, não fomos criados para viver isolados. Precisamos do apoio de outras pessoas, e para isso precisamos dividir nossos problemas com nossos amigos. O cristão precisa aprender a dividir seus problemas para que a intercessão do outro por ele e este apoio o ajudem na longa caminhada. Não tenha vergonha de se abrir com seus verdadeiros amigos e companheiros de batalha...
                Multiplique-se”, faça mais e melhor aquilo que você já faz, mas também realize coisas novas. Você nunca vai atingir novos objetivos fazendo sempre as mesmas coisas, sem sair da zona de conforto. Seja mais participativo na realidade em que você está inserido, não se acomode. Na igreja ou comunidade cristã na qual você participa, atue mais, veja em que e no que pode auxiliar. Lembre-se: ...a seara é grande, mas são poucos os ceifeiros...
                Adicione coisas boas, subtraia aquilo que te atrapalha, divida suas dificuldades com as pessoas e multiplique sua atuação nas boas obras, com certeza aplicando estas quatro operações no seu dia a dia, seu futuro será melhor que o presente, e muito melhor que o passado. A gente se fala...

Nenhum comentário:

Postar um comentário