Quem sou eu

Minha foto
Sou casado, pai, cristão, membro e Presbítero da IPB de Cambui, no sul de Minas Gerais. Formado em Pedagogia pela Universidade do Vale do Sapucaí - UNIVÁS, em Pouso Alegre, Pós-Graduado em Psicopedagogia Institucional pela Faculdade de Administração e Informática - FAI, em Santa Rita do Sapucaí, e Especializado em Políticas Públicas pela UFSC, em Florianópolis.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

O bom velhinho...


Não pessoal, eu não enlouqueci. O Natal não chegou o ano novo ainda está longe, mas a razão do título de nosso texto semanal é bem outro. A inspiração veio de uma ilustração feita por um pastor em uma pregação realizada num culto no qual participei junto com minha família.
 Ao se referir ao modo como muitos vêem a figura de Deus, o pastor lembrou-se daquelas “charges” que povoam jornais e revistas em que nosso Pai Eterno é representado pela figura de “um bom velhinho”, de barba, vestido em seu manto sagrado, cajado ou bengala ou coisa que o valha na mão, ali olhando com uma aparência cansada, envelhecido e de certa forma caquético.
Fala sério, este é o Deus que você acredita que existe? Este é o Deus a quem você cultua e credita tudo que há sobre a terra? Pois é a partir daí que quero dar o ponta pé inicial do nosso “papo virtual”. Sabemos que Deus tudo sabe, tudo vê, tudo conhece, é onipresente, onisciente, e toda esta gama de adjetivos não combina com a imagem do “bom velhinho” das charges e cartoons.
Para quem vive um relacionamento pleno com Deus, maduro e consciente, sabe que a vida não é nem nunca será um mar de rosas. Recebemos bênçãos que muitas vezes não merecemos e também sofremos com dificuldades que Ele em sua perfeita sabedoria permite que passemos, muitas vezes para que cresçamos e venhamos a sair da “crise” mais fortes, mais bem preparados, ou quem sabe até santificados pela atuação divina em nossa adversidade. E com tudo isto eu te pergunto: este Deus pode ser comparado ao bom velhinho das charges?
Prefiro acreditar que Deus está mais para a figura de um executivo, um empresário bem sucedido. Engravatado, bela ‘beca’, bonito, garboso, com sua pasta cheia de documentos, e que tem a noção exata de tudo aquilo que tem que fazer e que chega ao seu ‘escritório’ todos os dias e verifica que a agenda de trabalho é grande e árdua, mas que ama o seu “santo trabalho” e sabe que a recompensa pelo seu esforço também é tremenda.
Deus é o executivo, que não de uma maneira capitalista, se esforça para ter sucesso em seus projetos e fazer sua “empresa” alcançar altos índices de lucrabilidade. Mas diferentemente do que se vê por aí no mundo, para Ele o que vale não é a quantidade do lucro, mas a qualidade deste. E você, assim como eu, somos o alvo de Seu maravilhoso e único amor. Se todos os dias Nosso Pai Eterno conseguir alcançar a vida de um ser humano, para Ele isto é motivo de comemoração e de festa. E mesmo quando algo de ruim acontece a uma ovelha sua, ou melhor, um de seus “negócios” não dá tão certo quanto estava nos planos, Ele não desiste de “aplicar” estes valores, desacreditados, humilhados. Através da figura do filho, Jesus Cristo, Ele se faz homem, e parte em busca desesperada para resgatar esta vida, porque seu valor para Ele é mais do que a cotação da bolsa ou do dólar. 
Em 2011, meu desejo é que você tenha sucesso na vida pessoal, familiar, profissional, e que principalmente possa ser alcançado por este Deus que te ama tanto e quer trazer todos para trabalhar em sua “empresa”, tendo um relacionamento diário, contínuo, consciente e de muito sucesso para você e sua família. Sabemos que lutas virão e desafios também, mas quando o céu ficar cinzento e a tormenta se aproximar, Ele não te enviará para a batalha sozinho, mas te acompanhará em cada momento dissabor. A gente se fala...

Um comentário:

  1. Opa, tudo bem? Gostei do seu blog, irei passar mais vezes por aqui...Abração!

    ResponderExcluir